Galeria de Fotos

V Jornada de Pesquisa em Fisioterapia

No dia 16 de maio, a Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública promoveu a V Jornada de Pesquisa em Fisioterapia, um evento anual que reúne alunos, professores e pesquisadores da área de fisioterapia com objetivo de atualizar os participantes em temas relacionados à pesquisa em saúde e integrar graduação e pós-graduação, estimulando a participação em Grupos de Pesquisa certificados pelo CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

A programação contou com uma palestra da professora do curso de Fisioterapia da Bahiana, Dra. Patrícia Lôrdelo, sobre o Centro de Atenção ao Assoalho Pélvico (CAAP) que também participou, juntamente com os professores Abrahão Baptista, Adriana Campos e Cristiane Dias da mesa-redonda “Qual o lugar da pesquisa na formação do fisioterapeuta?”

Integraram também o dia de atividades uma palestra sobre a importância dos programas de pós-graduação em Fisioterapia, ministrada pela Dra. Kátia Nunes Sá, uma apresentação sobre o Núcleo de Ensino em Metodologia da Pesquisa (NEMP), apresentada pelo Prof. Me. Marcus Santana e oficinas sobre Mendeley, Introdução à Bioestatística, Boas Práticas em Pesquisa, entre outras.

A coordenadora do curso de Fisioterapia da Bahiana, professora Luciana Bilitário, explica que este ano o tema central da jornada foi a pesquisa. “A ideia foi discutir tudo na pesquisa, não é uma jornada técnica, profissionalizante. Este ano o objetivo foi abranger a pesquisa aplicada para clínica, pensando em pesquisa não só para quem vai fazer mestrado e doutorado, mas para quem irá trabalhar em clínicas e hospitais motivando, assim, o aprendizado na investigação, no pensamento de pesquisador em investigar o que deve ser utilizado, técnicas novas que surgem e abordagem”. A professora conta que este ano a jornada mobilizou muitas pessoas, tendo 33 trabalhos aprovados para apresentação oral com temas livres, além de contar com a participação de 100% dos professores e cerca de 100 alunos inscritos.

A doutora em Medicina e Saúde Pública e coordenadora do TCC do curso de Fisioterapia da Bahiana, Dra. Cristiane Dias, explica a importância do evento que é interligado ao trabalho de conclusão de curso. “Estão presentes na jornada vários grupos de pesquisa. É uma oportunidade que o aluno tem de apresentar a sua pesquisa, juntamente com a interação dos professores e, o mais interessante desse processo, é que temos alunos do 5° semestre já apresentando seu trabalho de conclusão de curso que será defendido no 8° semestre”, relata.

A professora Adriana Campos relata que a jornada é uma iniciativa muito construtiva para o processo de formação dos alunos “Essa jornada é uma iniciativa fantástica, pois nossa profissão é jovem e, com certeza, precisa de muita pesquisa para se estabelecer como uma profissão “acreditada”.  Estimular os alunos a entender o que  é pesquisa e seu contexto  para sua formação é fundamental”.

A Dra. Patrícia Lôrdelo, professora adjunta do mestrado e doutorado da Bahiana, enfatiza que a jornada é uma conquista para o curso da Bahiana. “A Jornada de Fisioterapia é uma conquista para o nosso curso que é reconhecido justamente pela questão da pesquisa e isso só vem a confirmar e gratificar esse reconhecimento”. Ao apresentar o Centro de Atenção ao Assoalho Pélvico (CAAP), ela enfatizou a participação da docência, pesquisa e assistência e abordou o papel do fisioterapeuta na pesquisa clínica, “focando nos ensaios clínicos, uma vez que nós somos intervencionistas e precisamos buscar essa conduta terapêutica adequada baseada em evidência”, conclui.

O evento buscou integrar os estudantes do curso de Fisioterapia com as perspectivas do mercado em pesquisa e noções do mercado clínico.

Marina Lemos Carvalho, aluna do 7° semestre do curso de Fisioterapia, pontua que a jornada é muito construtiva para sua formação e que, inclusive, obteve um projeto aprovado e foi contemplada com uma bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB). O trabalho foi relacionado ao programa “Deixando de Fumar sem Mistérios” do Ministério da Saúde, realizado na Unidade Brotas da Bahiana com incentivo à cessação do tabagismo.

“Apresentei aqui os resultados preliminares do meu artigo de TCC e o tema do meu trabalho foi “Estilo de Vida em Níveis de Dependência de Nicotina em Tabagistas”. A jornada é uma oportunidade muito enriquecedora, acabamos ouvindo opiniões dos nossos professores e de especialistas na área e isso, realmente, é muito enriquecedor e motivador para o nosso trabalho”. 



Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936