Galeria de Fotos

Ciranda Poética

O poeta é belo como o Taj-Mahal
feito de renda e mármore e serenidade

O poeta é belo como o imprevisto perfil de uma árvore
ao primeiro relâmpago da tempestade

O poeta é belo porque os seus farrapos
são do tecido da eternidade



Em O Poeta é Belo, os versos de Mário Quintana descrevem bem o universo poético em que foi transformado o pátio da Unidade Acadêmica Brotas, na tarde do dia 22 de março, quando aconteceu o 3º Circuito de Poesia da Bahiana, uma iniciativa do Núcleo de Atenção Psicopedegógica (NAPP) que contou com a participação de estudantes do curso de graduação, professores e colaboradores.

"Este é um encontro aberto a toda comunidade acadêmica com o intuito de criar um espaço de expressão da subjetividade, porque a poesia é um meio de expressão que favorece o amadurecimento de uma visão mais ampla de mundo. Acreditamos que atividades que envolvem linguagens artísticas são muito importantes na formação do sujeito, em como ele pensa e lida com o mundo", explica Angélica Mendes, gestora do NAPP.

Entre o meio dia e as duas horas da tarde, estudantes de diversos cursos e colaboradores lançaram mão do microfone e compartilharam com os presentes poemas, músicas, crônicas e prosas poéticas. "Eu gostei muito do dia de hoje. Eu achei uma coisa atípica. É bom sair daquela rotina de estar sempre naquela pressão de estudar e ter um milhão de coisas para fazer. Eu gostei muito do dia de hoje, achei que foi especial e gostaria que se repetisse. A princípio, estava um pouco nervoso, mas agora estou até mais leve!", declara João Pedro Souza Santos, estudante do 3º semestre de Medicina.


Ciranda Poética

E a celebração pela poesia não terminou por aí. Às 14h teve início uma ciranda poética, com os alunos da disciplina Tópicos Especiais em Psicologia II, com a professora Mônica Daltro, momento celebrado com a presença dos poetas Mabel Velloso e Daniel Farias. Também participaram da atividade colaboradores do NAPP e a coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas da Bahiana, Prof.ª Luiza Ribeiro.

Durante a atividade, cada estudante apresentou uma poesia ou um texto poético que representasse seu momento de vida. As intervenções ficaram por conta dos convidados que, além de dividirem a beleza literária em forma de poesia, também compartilharam com os estudantes momentos de sua vida. "O objetivo da disciplina é preparar os alunos para o mercado de trabalho. Então, esse formato de avaliação permite que os alunos façam uma reflexão sobre a experiência deles", esclarece Prof.ª Dra. Mônica Daltro.

"Eu gostei muito, achei a dinâmica de não estar em uma sala de aula, de estar aqui em um pátio com várias pessoas passando, mas, mesmo assim, não nos tirando do foco. Eu fiquei encantada com as poesias, isso me fez pensar muito e também me fez refletir em fazer mais poesias. Faço coisas para mim, mas nunca veio na cabeça recitar para as pessoas. Então, fiquei bem feliz com a proposta da professora Mônica", comenta a estudante de psicologia, Maria Viviane Gonçalves Santos.

Das alegrias da vida a alegria maior
Foi parir minhas meninas

Dos cuidados da vida o cuidado maior
Foi criar minhas meninas

Dos receios da vida o receio maior
Ver crescer minhas meninas

Das tristezas da vida a tristeza maior
Ver chorar minhas meninas

Das esperanças da vida a esperança maior
Ver viver minhas meninas



Os versos de autoria de Mabel Velloso foram os escolhidos pela poeta para finalizar sua participação na ciranda poética. "Eu não pensei que nosso encontro seria assim. Pensei que seria em sala de aula, mas foi uma coisa de uma beleza bem interessante. O jeito com cada um escolheu o seu poema ou leu seu poema. Achei tudo muito bonito. Achei que, do resultado eles gostaram, pela maneira como eles ouviram. Porque hoje está muito difícil encontrar um grupo que fique ouvindo e todos estavam muito atentos. É admirável. Fiquei muito feliz", comenta Mabel Velloso.

"É maravilhosa essa troca, na verdade é uma retroalimentação porque a gente vem trazer poesia e a gente ouve poesia e isso faz com que a gente faça mais poesia e que ela faça mais sentido para as pessoas. Essa tarde foi maravilhosa, como definiu Mabel, pudemos brincar de poesia, colocá-la no colo, como ela bem falou. É incrível que, por duas horas, tivemos silêncio e contemplação e, a poesia, como esse canal que pode trazer essa troca", falou o jovem poeta, Daniel Farias, que também encerrou sua participação com os versos autorais de sua poesia, Saída.

entre o êxito
e o exist

entre o êxito
e o existir
hesito

talvez haja um elixir
dentro da palavra
desisto

dito isto
teclo esc
e exito


Conheça a obra dos poetas:

Daniel Farias

Mabel Velloso 



Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936