Galeria de Fotos

IV Fórum do CAJU
Promover a saúde mental dos jovens de Salvador por meio de programas e ações construídos e elaborados em conjunto com eles. É dessa forma que o Centro de Atenção à Juventude (CAJU), uma iniciativa da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, vem trabalhando em parceria com outros programas e instituições que têm as juventudes como seu público-alvo.

A fim de propor mais uma roda de conversa, foi realizado, no dia 27 de outubro, na Unidade Acadêmica Cabula o IV Fórum do CAJU que, este ano, trouxe como tema "Tecendo Redes com as Juventudes". Estiveram presentes representantes de entidades de atuação com os jovens, a exemplo da Rede Reprotai, da Cipó Comunicação Interativa e do Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC). Também participaram do fórum, que ocorreu por meio de rodas de conversa, a coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas da Bahiana, Luiza Ribeiro, professores e acadêmicos.

O coordenador do CAJU e professor do curso de Psicologia da Bahiana, Fábio Giórgio, explica que o centro atua por meio de programas de extensão propostos por professores da Bahiana. Por sua vez, os fóruns realizados pelo programa são a oportunidade de entrar em contato com os jovens e as demais entidades, a fim de realizar a escuta de suas demandas para o incremento das ações de cada programa. "No primeiro fórum, nós mapeamos quais instituições e jovens vêm fazendo a 'cena' da juventude na cidade. A partir desse momento, fomos conhecer cada instituição, cada grupo e identificamos como o CAJU pode contribuir". A ideia é que o CAJU torne-se um centro de serviços. "Teremos um espaço físico onde serão realizadas oficinas, cursos e acolhimentos". Segundo Fábio Giórgio, o objetivo é construir uma rede de atenção às juventudes em Salvador, principalmente fundamentada nas tecnologias leves do cuidado.

Ives Qualha, professor do CJCC, apontou como enriquecedora a experiência promovida pelo CAJU integrando outras instituições, a exemplo do ensino médio público. "Estamos aqui com esse compromisso de ser cidadãos, exercendo nossa profissão com dignidade, até porque a escola pública é muito estigmatizada e eu me coloco aqui como um exemplo de que as coisas não são bem assim. Por isso, agradeço esse convite da Bahiana".

Luiza Ribeiro coloca que o CAJU é uma iniciativa de responsabilidade social da Bahiana, mas, antes de tudo, é a concretização de um desejo de contribuir com a sociedade. "Para a Bahiana, o CAJU é a realização de um sonho que retrata a preocupação que ela tem como instituição formadora com o presente e o futuro de nosso país, porque cuidar de jovens é obrigação de todos nós e a maneira com que o CAJU se propõe a fazer uma rede é mais forte e mais perene para que essas ações não sejam isoladas, mas se juntem e se fortaleçam, tendo longa vida para o bem-estar de nossa juventude".


Unidade Acadêmica Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Unidade Acadêmica Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936