Galeria de Fotos

Lançamento do Centro de Medicina Baseada em Evidências
A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública inova, mais uma vez, e lança, no dia 9 de agosto, o Centro de Medicina Baseada em Evidência. Uma programação especial realizada no Campus Cabula reuniu pesquisadores, professores, estudantes e profissionais de saúde, para discutir o cenário médico no que tange as decisões baseadas em evidência.  Na ocasião, também foi lançada a publicação científica Journal of Evidence-Based Healthcare, que integra o rol de revistas científicas da instituição. Estiveram presentes a reitora da Bahiana, Dra. Maria Luisa Carvalho Soliani, as pró-reitoras de Ensino de Graduação e Pós-Graduação, Maria de Lourdes Freitas Gomes e, de Extensão, Caroliza Pedroza, além do vice-presidente do Conselho Regional de Medicina – Cremeb, Júlio Braga.

"Este é um momento histórico para todos nós, pois marca o crescimento permanente de nossa instituição, que, neste ano, completa 66 anos. É uma história que surge ligada ao que viemos desenvolvendo ao longo de nossa própria trajetória. Além do Centro, temos aqui também o lançamento da Journal of Evidence-Based Healthcare, que já nasce de forma brilhante entre os nossos periódicos", declarou Dra. Maria Luisa.

Segundo o coordenador do Centro de MBE, prof. Luis Cáudio Correia, o Centro tem como objetivo promover o pensamento científico no raciocínio clínico. "Temos também como objetivo 'alfabetizar' a sociedade em relação ao pensamento científico. Não podemos ficar só entre nós, profissionais de saúde, discutindo medicina baseada em evidências. A gente tem que fazer com que os nossos clientes, a sociedade em geral, entenda o que é uma decisão baseada em ciência para que esse diálogo de uma decisão compartilhada seja feito entre médico e paciente."

Confira entrevista do Prof. Luis Cláudio ao iSaúde Brasil.

O palestrante convidado prof. Lucas Heal, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), apresentou uma análise da produção científica atual, sob o ponto de vista do pesquisador Doug Altman, autor do artigo "O Escândalo da Pesquisa Médica". A segunda fala foi do também convidado prof. José Augusto Barreto Filho, da Universidade Federal de Sergipe (UFSE), que apontou um desalinhamento entre a pesquisa e as descobertas científicas e o produto que, de fato, chega à sociedade. Outro ponto questionado por ele foi a respeito do conceito da "alfabetização científica". "Se nós pesquisadores estamos em processo de alfabetização, como vamos alfabetizar a sociedade? Eu acho que a Medicina Baseada em Evidência vem dando certo, mas ainda está em construção".

O neurocientista e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Felipe Reis, destacou o trabalho de mudança de conduta, sob o viés da neurociência e, por fim, a convidada especial, Dra. Madalena Patrício, do Centro de Estudos de Medicina Baseada em Evidência de Portugal e presidente do Best Evidence Medical Education Board (BEME), abordou o tema "Ensino Médico Baseado em Evidência".

A programação foi finalizada pela apresentação da Journal of Evidence-Based Healthcare pelo editor executivo João de Deus. A publicação está aberta à submissão de novos trabalhos


Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936