Notícias

Bahiana apoia XXIV Congresso da SPB no Othon Palace

Programação reuniu importantes parasitologistas brasileiros e latinoamericanos.

03/11/2015


Bahiana apoia XXIV Congresso da SPB no Othon Palace

Programação reuniu importantes parasitologistas brasileiros e latinoamericanos.

“Reunir na Bahia tantos especialistas baianos, brasileiros, latinoamericanos e de outras partes do mundo é uma experiência inigualável, primeiro porque estão presentes grandes estudiosos das diferentes áreas de doenças parasitárias”. Explica o Dr. Artur Gomes Dias Lima, presidente do XXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Parasitologia (SPB) e docente da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, apoiadora do evento, realizado juntamente com XXIII Congresso Latinoamericano de Parasitologia, no dia 27 de outubro, no Hotel Bahia Othon Palace, em Salvador.

O evento culminou com a comemoração dos 50 anos da Sociedade Brasileira de Parasitologia (SBP) e estiveram presentes os representantes da Federação Latinoamericana de Parasitologia (FLAP), estudantes e pesquisadores da área de saúde de todo o país. O congresso, que durou até o dia 31 de outubro, contou com cerca de 1.200 participantes e foram discutidas, em 102 conferências, as espécies de parasitas em todos os seguimentos tanto epidemiológicos, causadores de mortalidade, quanto de imunologia e microbiologia.

Na mesa de abertura da cerimônia, estiveram presentes o Dr. Artur Gomes Dias Lima, o presidente da Sociedade Brasileira de Parasitologia (SBP) e da Federação Latinoamericana de Parasitologia, Dr. Alejandro O. Luquetti, o subsecretário da Secretária de Saúde do Estado da Bahia, na ocasião representando o governador Ruy Costa, Dr. Roberto José da Silva Badaró, o coordenador executivo da Rede Nordeste de Biotecnologia e professor da Bahiana, Dr. Mitermayer Galvão dos Reis, o membro da World Federation of Parasitologist, Dr. Benjamin Cimerman, o pró-reitor de Pesquisa da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Dr. Atson Fernandes, o pró-reitor de Pesquisa da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Dr. Diego Menezes e o  professor do Instituto Federal Bahiano e secretário geral do Congresso, Dr. Fred Julião.
 

     


Durante a programação de abertura, o presidente do congresso declamou um cordel com o tema Parasitologia e foi ministrada uma palestra pelo Dr. Mitermayer Galvão dos Reis sobre transição demográfica e epidemiológica associada a alterações ambientais e climáticas, além de explanar um pouco sobre doenças infecciosas e não infecciosas.

Segundo o Dr. Mitermayer Galvão, promover eventos como esses é fundamental para o desenvolvimento da parasitologia. “Foi um desafio executar um evento desse porte, principalmente com as limitações de recursos. É muito importante reunir pesquisadores de outros países como Bélgica, México, Venezuela e demais latinoamericanos, em que podemos trocar experiências e, considerando, hoje, que muitas doenças parasitárias circulam rapidamente em diferentes países, é fundamental que a gente reúna esses colegas para aproveitarmos essa oportunidade com o intuito de aprendizado e estabelecer parcerias”, explica.

“O congresso é muito importante porque trata de doenças parasitárias que são muito frequentes no mundo todo, e as pessoas desconhecem, na maioria das vezes. Nós esperamos com essa reunião dos melhores parasitologistas brasileiros e latinoamericanos estabelecer um excelente intercâmbio de experiências”, relata Dr. Alejandro O. Luquetti.

“A abertura do evento reuniu diversos nomes importantes na parasitologia e há um grande interesse nosso, como mestrandos, já que existem doenças que são negligenciadas e nós visualizamos essa relevância visto que acomete principalmente a comunidade de baixa renda. Nós sempre visamos inovações a respeito dessas doenças que são emergentes e re-emergentes”, explica, Livia Manuela, mestranda em Biologia Parasitária da Universidade Federal de Sergipe.

A parasitologia estuda problemas graves, atingindo pessoas e animais, independentemente da classe social. “Eventos desse porte são importantes para o esclarecimento do público e permitem a troca de experiências acerca de doenças que são tão frequentes no cotidiano da sociedade”, relata Dr.Fred Julião. Segundo ele, “existem graves problemas, tais como leishmaniose, esquistossomose, ascaris e, promover um evento como esse, permite, com sua grandiosidade de conteúdos, esclarecer dúvidas e trocar saberes”, finaliza.
 

Confira as fotos.

 

Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936