Notícias

PET Odontologia completa 10 anos de ações com foco em saúde humanizada

O programa de extensão desenvolve atividades que ampliam a criatividade, inovação, empreendedorismo e gestão dos estudantes.
 
10/01/2020


PET Odontologia completa 10 anos de ações com foco em saúde humanizada

O programa de extensão desenvolve atividades que ampliam a criatividade, inovação, empreendedorismo e gestão dos estudantes.
 

O Programa de Educação Tutorial do curso de Odontologia da Bahiana / PET Odonto completou 10 anos de ações na Mostra Científica e Cultural da Bahiana de 2019 e, para marcar a ocasião, seu grupo de alunos participou da Ação de Educação em Saúde Bucal no Distrito de Pitanga dos Palmares, em Simões Filho, no dia 11 de dezembro de 2019. O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal de Simões Filho (BA) e atendeu 110 crianças de comunidade carente.
 
A equipe do PET Odonto foi convidada para desenvolver a atividade promovendo atendimento aos alunos da Escola Municipal Centro Comunitário Nossa Esperança. A ação contou com atendimentos lúdicos e descontraídos para ensinar sobre a higiene bucal diária, escovação e hábitos saudáveis. O Prefeito de Simões Filho, Dinho Tolentino, considerou a iniciativa como um mecanismo para “quebrar o medo que a criança tem da figura do dentista”.
 
  
 

O PET Odonto
O programa, o primeiro em educação tutorial a ser aprovado na instituição, foi iniciado em 2009, pelo coordenador do curso de Odontologia, professor Urbino Tunes, e teve como primeira tutora a professora Alena Medrado. Atualmente, o PET Odonto tem como tutora a professora Sandra Brasil. Ela destaca que se sente muito feliz e grata por acompanhar o crescimento pessoal e a formação profissional desses alunos.
 
A professora explica que o objetivo do PET/Odonto é ampliar os horizontes dos alunos e prepará-los para o mundo do trabalho com ênfase na cultura, nas diferentes formas de arte e na humanização das relações, trazendo uma perspectiva de criatividade, inovação, empreendedorismo e gestão. Por isso, ao longo dos 10 anos, diversos projetos foram desenvolvidos, como o PET Abraça, o PET Conto, o PET Arte, o PET Aventura, o PET Speak, o PET Leitura, o PET Cinema, o PET Saúde Bucal, além de participações em eventos institucionais, estaduais e nacionais. Os alunos trabalham em comissões que planejam e organizam os projetos, num modelo que permite acompanhar todas as fases. Com isso, há o exercício da autonomia, da responsabilidade, do cuidado com o outro, da inclusão da diversidade e da compreensão do momento complexo em que vivemos no mundo atual globalizado e tecnológico.
 
“Os resultados desses trabalhos se refletem no desempenho dos alunos na vida profissional. Os estudantes que participam do PET, após formados, se tornam mais proativos, capazes de tomar decisões assertivas e desenvolvem uma visão ampliada de gestão de projetos”, descreve a tutora atual. Para Sandra Brasil, o aluno que passa pelo PET demostra maior sensibilidade aos problemas da nossa cultura atual, são atentos à ética, à inclusão da diversidade e à prática de relações humanizadas, pois vivenciam uma qualidade de relações acolhedoras no grupo, que expandem para a atuação profissional.
 
Para Mariana Flores, formanda de Odontologia, que participa do PET desde o segundo semestre do curso, o grupo trouxe para a vida acadêmica um diferencial significativo: “Tive a oportunidade de conviver com pessoas de semestres diferentes para trocar experiências, participar de eventos de educação em saúde e levar autonomia para diferentes comunidades de Salvador e do interior da Bahia”, relata a estudante. Quanto à relevância do programa para a atuação como dentista, Mariana Flores entende que a organização no planejamento de atividades, o desenvolvimento da oratória para ações em saúde coletiva e a facilidade de relação interpessoal, características muito desenvolvidas no grupo, foram aprendizados que serão muito utilizados na vida profissional.
 
Já o dentista Marcos Rios, formado em 2018.1, pontua que o programa é extremamente importante na graduação: “Participar do PET faz muita diferença na vida profissional, pois o projeto possibilita desenvolver a oratória, planejar ações, ampliar os horizontes em relação à saúde humanizada, experimentar culturas diferentes e conhecer pessoas de outros lugares”. O dentista, que pensa em seguir a carreira de docência, atualmente trabalha na rede de saúde pública de Simões Filho.
 

Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-000
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936