Notícias

Delegação Bahiana participa do 52º COBEM

Evento deve como o tema “As Escolas Médicas como Transformadoras da Sociedade”.

21/11/2014


Delegação Bahiana participa do 52º COBEM

Evento deve como o tema “As Escolas Médicas como Transformadoras da Sociedade”.

No período de 31 de outubro a 3 de novembro, os principais nomes do país envolvidos com a formação de profissionais médicos estivarem reunidos em Joinville, durante a 52ª edição do Congresso Brasileiro de Educação Médica (COBEM), um evento promovido pela Associação Brasileira da Educação Médica (ABEM). Mais uma vez, a Bahiana esteve representada por uma delegação que contou com a participação de professores, coordenadores de cursos, componentes dos Núcleos de Atenção Psicopedagógica e da Supervisão Pedagógica, além de colaboradores de áreas ligadas à pedagogia.

Liderados pela diretora da Bahiana, Dra. Maria Luisa Carvalho Soliani, o grupo participou de atividades como mesas-redondas e apresentação de trabalhos orais e painéis. O evento também firmou a constituição da nova diretora da ABEM, que passa agora a contar com a participação de Dra. Maria Luisa como diretora tesoureira da associação.

Este ano o COBEM trouxe à baila o tema “As Escolas Médicas como Transformadoras da Sociedade”. Segundo Dra. Maria Luisa, as escolas médicas têm um papel fundamental na formação dos futuros médicos e, por isso, devem estar sempre antenadas às novas diretrizes curriculares, buscando implementá-las o mais rapidamente possível. “Nossa escola, inclusive, já está fazendo as pequenas modificações necessárias para se adaptar. Este novo médico a ser formado deve ter um compromisso com a sociedade e uma responsabilidade social muito bem sedimentados durante sua formação, com uma visão ampla dos determinantes sociais e políticos da saúde, estando preparado para atuar nos diversos níveis de atenção à saúde com um olhar e uma atitude humanista, para além dos conhecimentos científicos e técnicos sólidos”.  

Para a coordenadora do curso de Medicina, Prof.ª Dra. Eliana de Paula, um dos pontos positivos em participar do congresso foi estabelecer contatos com integrantes de outras escolas médicas. “Nessa última edição, foram muito proveitoss os contatos com representantes de tradicionais escolas médicas, o que nos fez constatar que estamos no caminho certo, além de oportunizar o conhecimento e o debate da política educacional em vigor no País”.

De acordo com a coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas, Prof.ª Luiza Ribeiro, a Bahiana vem participando dos congressos da ABEM e é hoje reconhecida como uma escola médica modelo. “A nossa participação se dá levando sempre conhecimento e inovação. A Bahiana tem-se colocado como protagonista no processo de construção pedagógica, sendo sempre convidada a participar de encontros para partilhar a sua experiência. Um exemplo disso são os nossos serviços, como o Núcleo de Atenção Psicopedagógica e o Núcleo de Supervisão Pedagógica, sendo este último uma ação inédita em escolas médicas do Brasil”.

Outro diferencial da participação da Bahiana, destacado pela Prof.ª Luiza Ribeiro, foi a presença de coordenadores e professores de outros cursos da Bahiana. “Essa participação de docentes de outras graduações reflete justamente a visão interdisciplinar da Bahiana que visa o ensino em saúde como um todo, reunindo as diversas atuações. Por isso, é importante a participação de professores de Fisioterapia, Enfermagem, Psicologia etc.” 

A participação da delegação da Bahiana foi considerada de suma importância pela coordenadora do NAPP, Prof.ª Angélica Mendes. “É importante a participação da Bahiana, assim como de todas as instituições de ensino superior em saúde. Nós temos muito a ganhar com as trocas de experiências, com os contatos com profissionais de diversos lugares do país, assim como podemos perceber que estamos com discussões, planejamento e ações que correspondem  às Normas Regulamentadoras e aos avanços necessários a um ensino de ponta e de qualidade”.

Dentro da programação, Prof.ª Angélica destaca ainda o valor das discussões que  abordaram a saúde e seus determinantes socioculturais, assim como o destaque para a preocupação com a saúde no país, a médio e longo prazo, incluindo a importância das demais categorias  profissionais, apontando-se para a importância da presença deles naquele espaço. Ela ressalta ainda a importância do Fórum de Serviços de Suporte ao Estudante de Medicina e aos Residentes Médicos “como um espaço de discussão sobre a importância da subjetividade na formação e na prática médica, assim como práticas de atenção e cuidado que devem permear a formação e o processo de ensino-aprendizagem, conforme contemplam as diretrizes curriculares nacionais”.

Além de questões pedagógicas, o COBEM também reacendeu o incentivo aos profissionais que atuam no segmento da educação médica. “Joinville nos proporcionou a certeza de que ainda é possível viver no Brasil com segurança, senso de coletividade e crença numa administração pública coerente”, declarou Prof.ª Angélica Mendes.


Confira entrevista completa
com Dra. Maria Luisa Carvalho Soliani.

Clique aqui para ver as fotos.

Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936