Notícias

Bahiana sedia 10ª edição do Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde da Mulher

Evento também congregou o III Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde do Homem e o I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia. 
04/11/2016


Bahiana sedia 10ª edição do Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde da Mulher

Evento também congregou o III Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde do Homem e o I Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia. 

A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública sediou, de 27 a 29 de outubro, o X Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde da Mulher (X Enfism) e o III Encontro Nordestino de Fisioterapia na Saúde do Homem (III Enfish) cujas atividades aconteceram na Unidade Acadêmica Cabula. Em comemoração à 10ª edição do Enfism, foi realizado, pela primeira vez, o Congresso Internacional de Fisioterapia em Pelviperineologia (CONFISP) com a participação de palestrantes de outros países.

Os três encontros foram uma iniciativa da Bahiana em parceria com o Centro de Atenção ao Assoalho Pélvico (CAAP). Essa foi a segunda vez que a instituição recebeu o evento (a 5ª edição do Enfism também foi realizada na Bahiana, no ano de 2011).

A extensa programação teve sua abertura oficial na noite de 27 de outubro e contou com a apresentação do grupo de câmara Quarteto Carybé, integrante do projeto Neojiba, executando peças que fazem parte do catálogo de formação de um quarteto de cordas tradicional, assim como arranjos dedicados ao universo da música popular, ressaltando os compositores nordestinos.
 
     

A solenidade foi dirigida pela presidente do X Enfism, III ENFISH e I CONFISP, Prof.ª Dra. Patrícia Lordêlo, também coordenadora geral do CAAP e contou com uma mesa-diretora composta pela reitora da Bahiana, Prof.ª Dra. Maria Luisa Carvalho Soliani, pela coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas, Prof.ª Luiza Ribeiro, pela Prof.ª Socorro Barbosa, da Universidade Estadual da Paraíba, pelas palestrantes convidadas, Marta Jerez, especialista em Pelviperineologia e reabilitação pós-cirúrgica na infância, mulher e homem –L'Amisek y Parnasse deux Alice. Bruxelas, Bélgica e Simone Botelho, membro da diretoria da Associação Brasileira de Fisioterapia em Saúde da Mulher – ABRAFISM. Também integraram a mesa Cleber Sady, presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito), Cristina Brasil, fisioterapeuta e representante do CAAP e a estudante de Fisioterapia da Bahiana, Janine dos Santos Ferreira, representando os discentes no congresso.

Em sua fala, a reitora da Bahiana parabenizou o trabalho da comissão organizadora pelo sucesso do evento. “É um prazer enorme estar sediando esses três congressos aqui na Bahiana. Sabemos do esforço da comissão e como é trabalhoso organizar um evento dessa dimensão”, declarou Dra. Maria Luisa, oficializando a abertura da programação.

A Prof.ª Socorro Barbosa destacou o apoio da Bahiana na realização de outras edições do Enfism e relembrou que foi na Paraíba onde tudo começou. “É bom ver como esse evento cresceu e onde chegou. Começamos lá na Universidade Estadual da Paraíba em que realizamos o 1º, o 2º e o 9º Enfism e sempre contando com o apoio da Bahiana”.
 
     

Para a Prof.ª Patrícia Lordêlo, o sucesso do evento não traz apenas um ganho para o Nordeste, mas também para o Brasil. “Existe uma ideia pré-concebida de que os melhores centros de pesquisa estão no Sul e, principalmente, no Sudeste. Porém, com esse evento, mostramos que o Nordeste tem pessoas e instituições referenciadas dentro e fora do Brasil, a exemplo da Bahiana junto com o CAAP, da Universidade Federal de Pernambuco e da Universidade Estadual de Campina Grande”. A coordenadora do CAAP ressalta, ainda, que o centro é o primeiro no Brasil a trabalhar de forma interdisciplinar com atenção voltada para as disfunções do assoalho pélvico.

Sobre o I CONFISP, Patrícia conta que a ideia surgiu em comemoração à 10ª edição do Enfism e ele torna a discussão ainda mais ampla. “A importância de fazer um encontro de pelviperineologia e não de saúde da mulher é porque temos uma atenção também com o homem e com a criança em relação a outras disfunções que não estão apenas ligadas à saúde da mulher. Tentamos agregar dessa forma e, como já fazíamos um evento consagrado, surgiu a necessidade de criar um congresso de grande porte, surgindo aí o CONFISP”.

A noite teve como encerramento uma homenagem às professoras Maria de Lourdes Oliveira, Socorro Barbosa e Maria Luisa Carvalho Soliani seguida de um coquetel no foyer da Biblioteca da Bahiana.


Programação

Com a participação de palestrantes de diversos estados brasileiros, da Espanha e da Alemanha, a programação teve como tema “Ciência, tecnologia e inovação na prática clínica:uma visão interdisciplinar da pelviperineologia”. Durante todo o dia 27, foi realizado um workshop pré-congresso com a participação de dez palestrantes. Nos dias seguintes, os participantes puderam ver temas relacionados à ciência, inovação e tecnologia voltadas para a fisioterapia no tratamento de disfunções e patologias. A programação englobou também a apresentação de temas livres e pôsteres.


Confira imagens dos três dias de evento.

Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936