Notícias

Campanha de prevenção contra o vírus HPV

Bahiana firma parceria e viabiliza a vacinação para estudantes, professores e funcionários.

06/11/2012


Campanha de prevenção contra o vírus HPV

Bahiana firma parceria e viabiliza a vacinação para estudantes, professores e funcionários.

Alunos, ex-alunos e colaboradores da Bahiana, homens e mulheres, com idade até 26 anos, poderão se imunizar ao vírus HPV, recebendo a 1ª dose da vacina que acontece nos dias 22 e 23 de novembro. Para isso, basta preencher o Termo de Adesão (download clique aqui) e entregá-lo até 21 de novembro na Diretoria do ADAB Brotas (com Rita ou Dra. Eliana De Paula).

A campanha de vacinação é resultado de uma parceria entre a Bahiana, o Laboratório Merck Sharp & Dohme - Schering-Plough (MDS Vacinas) e a Clínica Seimi - Imunização e Infectologia. O acordo permitirá aos interessados serem vacinados a custos inferiores aos praticados em laboratórios e clínicas de imunização, viabilizando a prevenção contra o vírus HPV.
PERÍODO DA CAMPANHA: 06 a 21 de novembro
DATAS DA VACINAÇÃO DA 1ª DOSE: 22 e 23 de novembro, sendo que as doses subsequentes serão administradas nas dependências do SEIMI.
 Vírus HPV
O Human Papilomavirus, conhecido simplesmente pela sigla HPV, é um vírus que atinge as áreas genitais, tanto do homem como da mulher, sendo a via sexual seu principal canal de transmissão. Existem mais de 150 tipos desse vírus HPV identificados e catalogados. Ele é o principal causador do câncer de colo do útero e das verrugas genitais.
Geralmente, a pessoa infectada pelo HPV não manifesta sintomas, sendo um dos poucos sinais da infecção a presença de verrugas, pápulas ou manchas na pele e/ou mucosas. As mulheres infectadas podem apresentar, além das verrugas, corrimento vaginal, vulvovaginites e inflamação no colo uterino.
Dados
Segundo o Laboratório MDS, mais de 80% das mulheres sexualmente ativas terão alguma infecção por HPV; ele é o responsável por mais de 99% dos casos de câncer do colo do útero; a cada dois minutos, uma mulher morre em consequência dessa doença; 20 mil novos casos desse tipo de câncer são identificados anualmente, no Brasil; ele é o segundo tipo de câncer mais comum entre mulheres.
Prevenção e tratamento
Como a principal via de transmissão ocorre pelo ato sexual, o uso de preservativos é o caminho mais eficaz para prevenir a contaminação, além da vacinação. No caso das mulheres, a prevenção secundária, ou seja, a detecção precoce, é feita por meio do exame papanicolau, também conhecido como preventivo.
Os tratamentos mais comuns são a terapia a laser, a eletrocirurgia, a cauterização e o uso de pomadas.

Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936